sábado, 14 de julho de 2012

Resenha - A Escolha (Nicholas Sparks)

Postado por Ingryd Lessa às 7/14/2012 07:26:00 PM
Sinopse:
Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. 
Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

Skoob - Facebook - Book Trailer - No site da editora


Resenha:
Como toda boa história de amor que se preze, o grande casal apaixonado deve se conhecer da maneira mais criativa possível. Neste caso, o primeiro encontro de Travis e Gabby não foi nada além de cheio de raiva. Da parte dela, é claro. Isso porque Gabby tem uma cachorrinha border collie e está absolutamente certa de que ela está prenha do boxer gigante de seu vizinho - charmoso, gato, gostoso, tudo de bom porém metido - Travis.

Gabby já está cansada do cara se achando o dono do pedaço. Desde que se mudou para Beaufort (para poder ficar mais perto do namorado) ela sofre com as noites em que ele fica ouvindo música alta até tarde e só o vê praticando esportes - os radicais são os preferidos. Enquanto isso, ela tem que se matar na clínica pediátrica como Assistente Médica... Esses motivos, junto com o pensamento de ter que arrumar um destino para os filhotes de Molly, fazem Gabby explodir e voar para a casa de Travis afim de culpá-lo de tudo.

Só que a primeira coisa que consegue é uma bela trombada com o boxer Moby. Depois da tonteira, muita dor no corpo e um bocado de vergonha, ela consegue dizer na cara de Travis tudo o que estava engasgado. Ele, com sua tranquilidade de sempre e admirado com aquela mulher, apenas diz ter certeza de que não foi o cachorro dele que fez isso com Molly e a aconselha procurar um veterinário. Claro que ela não acredita nele, mas segue seu conselho. O que ela realmente não esperava era que o veterinário fosse exatamente o seu vizinho, Travis Parker...

Depois de muito conflito misturado com uma inevitável atração, eles decidem parar de brigar e recomeçar a relação, tornando-se amigos. Só que ele continua fazendo de tudo para agradá-la e conquistá-la e ela, neste ponto, já não se mostra tão resistente aos encantos dele. Esse é o começo da história de um belo casal apaixonado que vai sofrer um bocado, mas vai se manter inabalável.

****
Há certas situações na vida decorrentes de decisões precipitadas que, quando você avalia melhor, sente vontade de voltar ao passado só para desfazer tudo e impedir o acontecimento de um problema que não foi previsto anteriormente. E quando o tal problema é uma escolha que poderá interferir na vida de outra pessoa, é mais revoltante ainda não poder acertar as coisas. Isso tudo que eu disse é referente à segunda parte do livro, o drama. Só que antes de chegar nesse ponto, a gente curte páginas e páginas de romance!

Travis é aquele cara  ~lindo, maravilhoso, perfeito~  tranquilão, confiante e que tem tudo o que precisa ao alcance das mãos. Ele tem amigos que são praticamente irmãos, tem uma irmã que é sua grande amiga, tem uma bela casa a beira de um rio, tem o trabalho que ama e um cachorro companheiro. Vez ou outra arruma uma namorada, mas nada sério e sempre por pouco tempo, já que seu objetivo principal nunca foi montar uma família. Pelo menos até conhecer Gabby.

Gabby é uma mulher bonita, porém não é perfeita: seu cabelo ruivo é difícil de domar e seus olhos azuis são espaçados além da conta. Mesmo assim, é todo o conjunto que conquista Travis. Além disso, ela é inteligente, dedicada ao trabalho, super protetora e amorosa com sua cachorrinha e tem uma personalidade fortíssima. Com ela não tem nada de mimimi não! Ela questiona, desafia e ironiza de igual para igual sem se intimidar.

A química invejável desses dois não para até o fim do livro. É incrível e delicioso ver a evolução do relacionamento deles e como os outros personagens (a irmã de Travis, por exemplo) colaboram para que tudo dê certo. Nicholas Sparks *suspiro profundo* sabe como criar O homem, aquele que é paciente mas corre atrás do que deseja até o fim do mundo, sem nem passar pela sua cabeça a possibilidade de desistir. Travis é exatamente assim: ele não desiste mesmo depois de um grave acidente que vai forçá-lo a fazer uma escolha crucial e a decidir até onde se deve ir em nome do amor.

****
Ai gente, juro que parei de escrever! É que, como todo mundo sabe, sou grande fã do Nicholas <3 Sempre me empolgo além da conta quando resenho os livros dele! :)

Beijos e bom domingo para todos! 

Comentou no post? Participe do Comente e Ganhe de Julho valendo um kit "Estilhaça-me" e outros prêmios! 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário e volte sempre!! :)

PseudoEstante Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review