sábado, 11 de maio de 2013

Resenha de Colaborador #7 - Lola e o Garoto da Casa ao Lado (Stephanie Perkins)

Postado por Ingryd Lessa às 5/11/2013 12:28:00 PM
Olá queridos!! E aí, estão curtindo esse friozinho lendo algo bem gostoso em baixo de um edredom quentinho? Espero que sim! A coluna de hoje traz uma nova colaboradora aqui para o blog, a Renata Alves! Esta é a primeira resenha de uma série que ela escreveu para me ajudar (muito obrigada querida!), portanto podem esperar que ela aparecerá mais vezes por aqui! 

O livro de hoje é o "Lola e o Garoto da Casa ao Lado", da autora Stephanie Perkins e publicado pela Editora Novo Conceito. Espero que gostem e não deixem de comentar! Grande beijo! :)

Sinopse:
A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda... ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro.
Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.


Resenha:
"Lola e o Garoto da Casa ao Lado” é de autoria de Stephanie Perkins. A autora me conquistou com o romance “Anna e o Beijo Francês”, lançado no ano passado pela Editora Novo Conceito também. Foi por causa dessa história que fiquei curiosa e ansiosa para ler a história de Lola, acreditando que acertaria novamente.

Para ser honesta, Lola é uma figura estranha. Suas roupas e cabelos nada convencionais chamam atenção de qualquer pessoa na rua, e seria hipócrita da nossa parte dizer que se víssemos uma Lola passando na rua, não estranharíamos. Mas esse é o exterior de Lola, e ela não se importa com o que as pessoas pensam sobre isso. Lola é uma menina que está acostumada com o não convencional, afinal, ela tem dois pais, sua mãe biológica é uma viciada em drogas que vive enrolada em confusão, tem uma melhor amiga e um namorado roqueiro que é mais velho que ela.

Até aí, tudo bem. Ela consegue lidar com a implicância dos pais dela em relação ao namoro, ela se diverte e é inteligente. Seu único problema parece ser a casa ao lado. Seus vizinhos, há dois anos afastados, parece terem retornado. E com a volta da família, os gêmeos Calliope e Cricket e estão de volta.

Quando eles eram pequeninos, foram amiguinhos inseparáveis. Isso até o momento que os gêmeos saíram do ensino infantil e consideraram que Lola não era mais digna da atenção deles. Com Calliope virando uma promessa da patinação artística, as relações entre eles só pioraram, até que Lola e Cricket voltam a se relacionar. Mas, um mal entendido faz com que Lola fique magoada com o garoto, e isso é o que está incomodando agora.

Cricket é um garoto muito legal. Sempre dedicado aos outros, ele não reclama nunca das mudanças que a família tem que fazer e nem da dedicação de todos para Calliope. Mas nesse seu retorno, ele está decidido a resolver as coisas com Lola. Ele quer que ela saiba que não agiu de má-fé com ela e que sente falta do tempo que passaram juntos.

Uma coisa que reparamos fácil nessa história é semelhança da ideia da história com a de “Anna e o Beijo Francês”. Em ambos os casos existe um mal entendido, existe um garoto extremamente fofo e uma das partes está em relacionamento. Mas o lado bom da história é o retorno de St. Clair. Quer dizer, Anna também retorna, afinal, eles não poderiam estar separados, mas quem realmente deixou saudades foi Étienne St. Clair, o inglês mais francês que conhecemos.

A leitura é leve e envolvente, e obviamente, passamos o tempo todo torcendo para que as coisas terminem bem. Portanto, o que você está fazendo que ainda não leu?

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário e volte sempre!! :)

PseudoEstante Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review