terça-feira, 25 de setembro de 2012

Resenha - Pode Beijar a Noiva (Patricia Cabot)

Postado por Ingryd Lessa às 9/25/2012 09:22:00 PM
Sinopse: 
Apenas um homem poderia propor a ela casamento...
Emma Van Court, dama de uma família londrina, jamais esperava ficar viúva e sem vintém na aldeia escocesa de Faires. E quando uma fortuna lhe foi prometida, se ela tornasse a se casar, a bela professora deparou-se com um mosaico de homens solteiros lutando por suas atenções, desde o pastor local até um detestável barão. 
Um doce beijo selaria aquele amor... James Marbury, conde de Denham, era moderno e sofisticado... e totalmente desacostumado às estradas lamacentas e aos telhados de palha de Faires, para onde viera depois de saber do falecimento de seu primo Stuart. E sem demora ficou exasperado ao descobrir que seu amor louco e intenso pela viúva Emma continuava tão forte quanto antes. Diante de tantos homens solteiros que a cortejavam, James encontrou uma única solução: oferecer-se como marido temporário para Emma... mesmo que secretamente ele desejasse fazer seus votos durarem para sempre.

Resenha:
Imagine se você tivesse 18 anos, fosse amiga íntima dos donos de um casarão de luxo em Londres, usasse as mais belas roupas da moda no ano de 1852, frequentasse bailes de gala com apenas a alta sociedade londrina e tivesse a oportunidade de dançar com o Conde de Denham (o solteiro mais bonito, rico e maravilhoso do momento). Você seria muito feliz, sim ou claro? Quase todas as mulheres seriam, menos Emma Van Court, a jovem mais preocupada com os menos favorecidos de sua época. Tão generosa que quando pedia quantias em dinheiro para o Conde de Denham, era apenas para fazer suas doações para obras de caridade.

Apesar de James Marbury, o Conde bonitão, não achar certo simplesmente dar o dinheiro sem ajudar verdadeiramente os pobres, ele nunca negou o que Emma pediu. E, com isso, ele alimentava a esperança de que ela passasse a gostar dele. É claro que a menina sempre foi grata por tanta generosidade, mas recriminava demais James por gostar tanto de seus bens materiais. Além disso, desde pequena ela só teve olhos para seu primo Stuart (que tinha os mesmos ideais bondosos de ajudar ao próximo).

O que acontece é: Emma vai contra todos - sua família e, principalmente, o Conde de Denham - e acaba fugindo com Stuart. Eles se casam escondido e vão morar na aldeia escocesa de Faires, com o objetivo de melhorar a vida da população que vive lá. Ele se torna um cura (e passa a tomar conta da paróquia local) e ela, como sua esposa, ajuda de diversas formas (inclusive lecionando na escola improvisada num farol).

Só que 6 meses depois que eles fogem, Stuart morre e Emma se vê completamente sozinha e abandonada no fim do mundo. Como se não bastasse o sofrimento e a dificuldade de sobreviver, ainda existe um testamento dizendo que ela tem direito a 10 mil libras mas que só poderá botar a mão no dinheiro depois que se casar novamente. Imagine a quantidade de pretendentes interesseiros que Emma arrumou!

É assim que, quando James recebe a notícia e vai para Faires em busca dos restos mortais de seu primo, acaba se deparando com sua amada Emma viúva, pobre e com uma fortuna super cobiçada mas quase impossível, pois ela não pretende ter outro marido. Não havendo outra solução melhor, o Conde se oferece para casar com Emma, já que ele não precisa do dinheiro. O que ambos não esperavam era que o casório de mentirinha acabasse se tornando muito real e delicioso...

****
Fãs de romances históricos, aproximem-se! Amantes de leitura divertida, inteligente e sensual, confiram! Quem conhece Patricia Cabot e sua fama sabe que os adjetivos que eu usei são absolutamente verdadeiros. Se você desconhece as obras para adultos da nossa diva Meg Cabot (que ela assinou com pseudônimo), apenas preste atenção ao que eu vou falar: corra já para comprar um livro dela!

"Pode Beijar a Noiva" é um romance muito mais divertido do que romântico e completamente fora do convencional em ótimos sentidos. Começando por Emma, a personagem principal, que não está nem aí para o luxo que a cerca em Londres ou para um possível casamento com um homem rico. No auge de seus 18 anos, ela só pensa em ajudar os menos favorecidos, doando fundos para obras de caridade. 

E é por isso que ela acaba se casando escondido com Stuart, o primo mais novo do rico e lindo Conde de Denham, e foge com ele para Faires - uma aldeia escocesa pobre e isolada. Eles vão para tentar melhorar a vida da população local, já que ele trabalhará como o cura (ou seja, um pároco) da região e ela o ajudará, por exemplo, lecionando para as crianças na pequena escola improvisada em um farol. Mas tudo muda quando o marido de Emma morre, deixando sua vida já difícil ainda mais complicada. É aqui que James, que sempre foi apaixonado pela menina, entra e salva a pátria!

Emma é o tipo de protagonista feminina que dá orgulho: forte, bondosa, determinada, ativa e perspicaz. A teimosia e inteligência também são grandes características. E James... Oh, Céus! Ele é o homem másculo, protetor, amoroso, carinhoso e lindo que toda mulher pede a Deus para que cruze seu caminho um dia. Eles são muito diferentes um do outro, mas isso só serve para alimentar diálogos divertidos e apimentar cada vez mais a relação (que, aliás, quando finalmente se consuma é beeem incrível!).

O livro é fininho e só bem depois da metade é que algo mais intenso acontece. É uma pena, mas parece que ele termina na melhor parte, deixando aquela sensação de "quero muito mais disso!". Mesmo assim, as cenas são maravilhosamente bem escritas, sempre recheadas com humor e paixão de sobra. Afinal, estamos falando de Patricia Cabot né? Então, resumindo e confirmando tudo o que eu já disse até agora: super recomendo essa delícia de leitura!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário e volte sempre!! :)

PseudoEstante Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review