terça-feira, 22 de julho de 2014

Resenha: Belleville - Felipe Colbert (@Novo_Conceito)

Postado por Ingryd Lessa às 7/22/2014 11:50:00 AM
Sinopse:
Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício...
Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...

Compre aqui:
  

Autor: Felipe Colbert - Selo: Novas Páginas - Ano: 2014 - Páginas: 304

Resenha:
Quando Belleville chegou na leva dos lançamentos do mês de abril da Editora Novo Conceito, a primeira coisa que me chamou atenção foi a sua bela capa. Porém, como eu andava totalmente sem tempo por causa da faculdade, não dei a devida atenção que o livro merecia. Tudo mudou em um determinado evento do selo Novas Páginas, em que ouvi um pouco sobre a história de Lucius e Anabelle do próprio autor Felipe Colbert. Desde então, Belleville não saiu da minha cabeça! Assim, apostando alto que eu teria uma leitura muito gostosa, comecei o livro sem demoras e terminei sem arrependimentos! 

Lucius é um menino de 20 anos que está prestes a começar a sua vida: ele acabou de se mudar para Campos do Jordão para cursar a faculdade de Matemática na Universidade local, saindo da casa do pai para morar sozinho durante o tempo do curso. Apesar deste passo ser difícil para ele, já que desde que sua mãe morreu ele se apegou demais ao pai (que possui a saúde frágil), Lucius precisa pensar no futuro e ganhar sua liberdade.

A liberdade, porém, não é algo tão legal assim, já que ele precisa morar sozinho numa casa alugada velha e com alguns probleminhas. Sem contar que, se Lucius pensou que suas dificuldades de socializar e fazer amizades seriam resolvidas na faculdade, ele estava muito enganado... Mas tudo isso deixa de importar quando o menino descobre que existem algumas coisas muito impressionantes no terreno ao redor de sua nova casa: um galpão com ferramentas, uma Vespa velha e... plantas do projeto de uma montanha-russa!

É assim que ele descobre o que devem significar as madeiras de uma possível construção, localizadas numa clareira no terreno nos fundos da casa. Depois, os fatos acontecem em sequência: Lucius encontra uma foto antiga de uma menina linda enterrando uma caixa no terreno, descobre exatamente o local, encontra a tal caixa e também uma carta dentro dela...

Era uma carta datada de 1964, de uma menina de 18 anos chamada Anabelle, pedindo para que o "morador do futuro" daquela casa terminasse a construção de Belleville, a montanha-russa que seu pai idealizou e iniciou antes de falecer. Impotente pela limitação de recursos e conhecimentos, Lucius decide deixar uma segunda carta na caixa antes de enterrá-la novamente, reforçando o pedido da menina para um outro futuro morador construir a montanha-russa. O que o menino não sabia era que, com esse gesto, acabaria vencendo a barreira do tempo e do espaço para viver uma linda história de amor!

Eu não imaginava que Belleville fosse me encantar e cativar tanto! Eu falei bem pouco sobre Anabelle, mas ela é definitivamente uma protagonista forte e grandiosa, que aguenta e enfrenta todo o sofrimento que a vida proporciona de cabeça erguida. Os capítulos alternam entre a narração do presente por Lucius e do passado por Anabelle, ambos separados exatamente por 50 anos de diferença. Cada um vive sua vida em seu tempo, mas eles passam a ter um vínculo por causa do objetivo maior de construir Belleville e criam um relacionamento através da comunicação entre as cartas que escrevem um para o outro. É uma situação mágica e incrível, que no início causa incredulidade em ambos, mas depois se torna a salvação para os dois!

Felipe Colbert mostrou-se um autor talentosíssimo, com uma escrita suave, sensível, romântica, envolvente e muito gostosa. A trama da história é muito bem planejada, cada detalhe é muito bem embasado, os personagens secundários são bem aproveitados e o amor que atravessa décadas se torna plenamente verossímil mediante a magia da história e da construção da montanha-russa Belleville!! 

Eu gostaria de poder falar mais sobre o livro, mas acredito que lendo os sentimentos se tornam muito mais intensos e a história ganha muito mais cor. Deixo aqui a indicação de um livro nacional muito especial, marcado por um romance doce que toca a alma e uma leitura maravilhosamente deliciosa!

Beijos!!

3 comentários:

Amanda Vieira de Oliveira disse...

Esse livro já me encantou, gostei bastante da resenha, espero ter a oportunidade de lê-lo. ;)

Giselle Souza disse...

Só de ler a resenha deu vontade de ler o livro *-* amei a capa tb!

Luciana Campos disse...

Já tinha visto uma outra resenha falando sobre esse livro lindo do Felipe Colbert, mas não tinha me entusiasmado muuuuito muito.
Gostei da sua e acho que vou ler o livro, tem uma capa linda e a história parece ser muito boa, o autor tá de parabéns!

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário e volte sempre!! :)

PseudoEstante Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review